“Sou racista, mas não posso controlar”, dispara Day McCarthy

A auto-intitulada socialite Day McCarthy, que já se envolveu em polêmicas com a filha de Ticiane Pinheiro com Roberto Justos, a filha de Bruno Gagliasso com Geovana Ewbank, Anitta, Léo Dias e Mara Maravilha, atacou mais uma vez.

Durante entrevista para o jornalista Roberto Cabrini (SBT) a socialite afirmou sofrer de distúrbios que a impedem de pedir desculpas á Bruno e Geovana, mas gostaria de sentir-se arrependida. Ela afirmou ainda que o racismo que pratica é algo que ela não consegue controlar: “Eu sei que estou errada. Sei que sou racista, mas é uma coisa que eu não posso controlar, é uma coisa que eu não sei como controlar, como não ser racista.”

Ela afirmou ainda que antes de buscar ajuda profissional, pretende tentar entender o funcionamento de sua mente: “Quero sentar e ter uma conversa comigo mesma. Quero saber o que passa na minha cabeça”.

McCarthy afirmou que, se condenada, irá pagar pelo que fez, e espera que Titi – filha de Bruno e Geovana – não saiba o que falou sobre ela.

Redação VN

Nenhum comentário:

Postar um comentário