Apesar da confiança, PT teme ficar fora do 2º turno e traça estratégias



O PT (Partido dos Trabalhadores) está confiante em relação à presença de Fernando Haddad no segundo turno das eleições presidenciais. Mas como em política tudo pode acontecer, a cúpula da sigla reconhece que existe a possibilidade de o ex-prefeito não disputar o pleito do dia 27 de outubro.
De acordo com informações da coluna “Painel”, da Folha, os coordenadores de campanha do PT já trabalham em jogadas de última hora no campo da centro-direita, a fim de evitar a perda de votos para Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT).
Os petistas preveem o esvaziamento das candidaturas de João Amoedo (Novo), Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) em favor do capitão reformado. Além disso, pode haver um abraço a Ciro por parte daqueles que não votam em Bolsonaro e nem no PT, fortalecendo o discurso de que “Ciro é opção viável”.
Diante dessas análises, a cúpula do PT pensa em investir pesado na campanha de Haddad nas ruas e na TV para acelerar a transferência de votos e reduzir a força de Ciro. O partido do ex-presidente Lula vai se reunir na segunda-feira (24) para tratar da estratégia final da campanha.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco