KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Ex-presidente da Coreia do Sul é condenada e acumula sentença de 32 anos de prisão


A ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, foi condenada nesta sexta-feira (20) a oito anos de prisão por abuso de fundos estatais e violação das leis eleitorais. A sentença se soma a outra que ela já cumpre pelo caso "Rasputina", no qual foi condenada a 24 anos de prisão.

Na nova condenação, segundo informações do G1, Park foi considerado culpada por ter recebido 3 bilhões de won sul-coreanos (cerca de US$ 2,6 milhões) de chefes do Serviço Nacional de Inteligência, durante o mandato entre 2013 e 2016. A sentença por esse crime foi de seis anos de prisão.

A ex-presidente também foi condenada a dois anos de prisão por ter violado leis eleitorais ao interferir no processo de nomeação dos candidatos do próprio partido em 2016. 

Park governou a Coreia do Sul entre 2013 e 2016, mas teve seu mandato interrompido por um processo de impeachment. Na época, ela foi acusada de utilizar capital político para forçar grandes conglomerados de empresas a pagar dezenas de milhões de wons a duas fundações controladas por sua amiga Choi Soon-il.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco