KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Mãe que matou filho de 6 anos negava que precisava de ajuda, diz irmã



Jandira da Silva, 46 anos, que confessou ter matado o próprio filho, de 6 anos, na última quinta-feira (20), não compartilhava problemas com a família. Dias antes de cometer o crime, a mulher chegou a fazer ligações para a irmã, que questionava se estava tudo bem tanto com ela quanto com a criança, identificada como Gustavo. O corpo do garoto foi encontrado dentro de um apartamento, em Maceió (AL), ao lado da mãe, que estava desmaiada.

"Na segunda (17), ela ligou aqui pra casa de manhã. O meu pai quem atendeu, que eu estava com a minha mãe no médico. Ela perguntou como é que a mãe estava. Aí disse: 'depois eu ligo'. Aí ligou na terça, falou com a minha mãe e disse: 'mãe, eu vou desligar, porque tem gente batendo na porta'. Aí ela não ligou, só ligou à noite", contou Jovinete da Silva, irmã de Jandira.

Um dia depois de Jandira ter entrado em contato com a família, ela voltou a ligar, na terça (18). "Quem atendeu fui eu. Perguntou como a minha mãe estava. Perguntei como estava o Gustavo, se estava tudo bem lá e perguntei: 'Jandira, por que tu não vieste domingo?' Ela disse 'porque eu estava com cólica. Quando a pessoa tá com cólica fica meio enjoada, né?'", disse a suspeita.

Em seguida, a irmã questionou se estava tudo bem com Jandira e o filho. "Ela não deu muita atenção, né. Achei estranho", complementou Jovinete, acrescentando que Jandirajá havia recusado tratamento psicólogico, porque negava que estaria doente. "A gente até sugeriu pra ela fazer um tratamento, mas ela disse que não tava doente, não. Aí a gente deixou porque ela ficou meio agitada. A gente não tava sabendo, porque ela não declarava pra gente o que ela tava sentindo".

Entenda o caso

O corpo de um menino de 6 anos foi encontrado dentro de um apartamento, em Maceió (AL), ao lado da mãe, que estava desmaiada, na última quinta-feira (20). Segundo a polícia, desde o dia anterior, os vizinhos vinham sentindo cheiro de gás na casa e resolveram entrar pela janela. A mulher confessou o crime.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco