MOMENTO SAÚDE

Merkel diz que 'ódio nas ruas' não pertence à Alemanha


A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira (28) que o "ódio nas ruas" não pertence à Alemanha, após manifestações xenofóbicas em Chemnitz, no leste do país.

"O que vimos não cabe em um estado de direito", afirmou Merkel em entrevista coletiva em Berlim. "Vimos caças coletivas, vimos o ódio nas ruas, e isso não tem nada a ver com o estado de direito." 

O ministro do Interior, Horst Seehofer, disse que o governo federal está pronto para oferecer reforço ao estado da Saxônia, onde fica Chemnitz. 

Os protestos começaram após um homem ter sido esfaqueado em briga de rua. Um iraquiano e um sírio foram detidos, motivando as manifestações em que migrantes foram assediados e atacados.

Seehofer disse que, embora a preocupação com o esfaqueamento seja compreensível, não há lugar na sociedade alemã para a defesa da violência.

"A polícia na Saxônia está numa situação difícil. Se requisitado, o governo federal está pronto para disponibilizar medidas de apoio policial", afirmou.

Outra manifestação, a terceira desde o fim de semana, está prevista para esta terça em Dresden, capital da Saxônia. BN


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco