KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Sérgio Moro manda soltar operador do MDB preso na 51ª fase da Lava Jato


O juiz Sérgio Moro ordenou nesta sexta-feira (1°) a soltura de Mário Miranda, apontado como operador de propinas do MDB. Tido como alvo principal da Operação Dejà Vu, fase 51 da Lava Jato, Miranda confessou crimes e disponibilizou à Justiça 7,2 milhões de dólares em valores repatriados da Suíça. Conforme o Estadão, o próprio operador disse que o dinheiro é oriundo de “práticas ilícitas em contratos da Petrobras“. Deflagrada em 8 de maio passado, a Dejà Vu investiga contrato da área Internacional da Petrobras no valor de 825 milhões de dólares que teria rendido 40 milhões de dólares em propinas ao MDB. A soma teria surgido em suposto encontro entre delatores da Odebrecht, os ex-presidentes da Câmara Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha e Temer, então candidato a vice-presidente, em 2010. Ainda segundo a publicação Miranda e outro operador, Sérgio Bocaletti, são acusados de receber 31 milhões de dólares por meio de contas mantidas por operadores financeiros no exterior e supostamente representavam políticos do MDB. Miranda e Bocaletti são investigados por entregas de valor equivalente em moeda nacional, em espécie e no Brasil, ao encarregado pelo recebimento e distribuição do dinheiro aos agentes políticos.
Com informações do Estadão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco