KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Bahia: 320 municípios em situação de risco ou alerta para dengue, zika e chikungunya


O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRA) de 2018 apontou que 142 municípios baianos estão em situação de risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Outros 178 aparecem em alerta de risco de surto das doenças, incluindo Salvador. 

No estado, 415 municípios participaram do levantamento. "O resultado do levantamento indica que é necessário dar mais atenção nas ações de combate ao mosquito. A prevenção não pode ser interrompida, mesmo no período mais frio do ano", alertou o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Osnei Okumoto. No país, o levantamento indica que 1.153 municípios (22%) apresentaram um alto índice de infestação, com risco de surto para dengue, zika e chikungunya. Ao todo, 5.191 municípios realizaram algum tipo de monitoramento do mosquito transmissor dessas três doenças, sendo 4.933 por levantamento de infestação (LIRAa/LIA) e 258 por armadilha. 

A metodologia da armadilha é utilizada quando a infestação do mosquito é muito baixa ou inexistente. Além das cidades em situação de risco, o levantamento identificou 2.069 municípios em alerta, com o índice de infestação predial (IIP) entre 1% a 3,9% e 1.711 municípios com índices satisfatórios, inferiores a 1%.

Fonte: Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco