KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Mulher é sequestrada, passa quase 20h em poder de bandidos e é obrigada a dirigir durante assaltos


Uma mulher passou quase 20 horas em poder de bandidos, após ter sido sequestrada enquanto saía de um aniversário no bairro Parque Verde, município de Camaçari, na região metropolitana de Salvador. No período, ela foi obrigada a dirigir enquanto os criminosos cometiam assaltos. Em entrevista ao G1, o irmão da vítima, Rômulo Paixão, relatou o drama. Ele explicou que a analista de recursos humanos Rejaneia Conceição da Paixão, 36 anos, estava deixando um aniversário com três amigos quando foi abordada por quatro criminosos, por volta das 2h30 do domingo (13). 

Os amigos foram colocados no porta-malas do carro e ela obrigada a dirigir. Numa localidade conhecida como Estrada da Cetrel, ainda em Camaçari, os bandidos deixaram os amigos dela na rodovia e seguiram em direção à Estrada do Coco. "A informação é de que depois de manter [a vítima] em algum lugar, em uma área de mato, eles saíram e cometeram alguns assaltos com ela dirigindo", detalha Rômulo Paixão. Ele acrescenta que no período em que a irmã esteve com os criminosos, ela chegou a ser agredida. Rejaneia Conceição da Paixão foi liberada pelos criminosos e chegou em casa por volta das 22h40, dirigindo o próprio veículo. 

"Ela estava muito nervosa, não sabia dar muitas informações. Estamos esperando esse momento passar". Não há infomações sobre o ponto exato em que a vítima foi deixada pelos assaltantes. Para a família, apesar do susto, a sensação que prevalece é de alívio. "A família está muito aliviada. Graças a Deus, está tudo em paz. Agora a família está junta para ajudá-la a sair desse momento de choque". Até a publicação desta reportagem a polícia ainda não tinha informações sobre a identidade e o paradeiro dos suspeitos. (G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco