Taxista de 72 anos é morto e tem carro incendiado na Bahia



A Polícia Civil investiga o que teria provocado a morte do taxista Pascoal Dias dos Santos, de 72 anos, que foi encontrado morto na manhã de segunda-feira (8), na cidade de Antônio Cardoso, região de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, após desaparecer depois de iniciar uma corrida no domingo (7), em Feira de Santana, onde trabalhava havia 30 anos. 

De acordo com a Polícia Civil o corpo de tinha perfurações de tiros na cabeça. A vítima foi achada em um matagal, a cerca de 200 metros do táxi com o qual trabalhava, um Voyage cor prata de placa JSR-5111 e número de ordem 0255.

O veículo estava carbonizado e nenhum pertence do taxista foi encontrado. O corpo de Pascoal Dias foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana, onde será periciado. Ainda não há informações sobre o enterro, a autoria e motivação do crime. 

A principal suspeita da polícia é que o taxista tenha sido morto após um assalto. A polícia vai buscar imagens de câmeras nas proximidades do ponto de táxi onde ele trabalhava, na Praça do Alto do Cruzeiro, em Feira de Santana. A última vez que o taxista foi visto com vida foi sozinho no ponto de táxi por volta das 12h30 de domingo (7).

Fonte: Correio 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário