KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Mulher de 27 anos com câncer terminal se despede em carta e conteúdo viraliza

A carta de despedida escrita por uma mulher com câncer em estado terminal está viralizando na internet. 

A australiana Holly Butcher, de apenas 27 anos, morreu poucos dias após a virada do ano, e a mensagem que ela escreveu com sugestões para que as pessoas vivam a vida de um jeito diferente já foi compartilhada mais de 82 mil vezes.

Holly foi vítima do sarcoma de Ewing, câncer que atinge os ossos de pessoas normalmente jovens e provoca dores e inchaços localizados. 

Embora tenha sido escrita há muito tempo, a longa carta só foi publicada após sua morte. Holly sugere que as pessoas parem de se preocupar tanto e que vivam a vida de um jeito mais leve e mais presente. "Perceba como o céu é azul e as árvores são verdes. Pense o quão é sortudo de poder apenas respirar". 

"Acorde cedo e escute os pássaros cantarem enquanto você observa as cores do nascer do sol". Sobre o dia a dia das pessoas, ela questiona as reclamações. "Escuto pessoas reclamando sobre o trabalho e as dificuldades em praticar exercícios. Seja grato à sua capacidade física de trabalhar e se exercitar. São atividades que parecem triviais, até que seu corpo já não te permite fazê-las". Holly também fala sobre o respeito às outras pessoas. "Valorize o tempo do outros. Não os deixe esperando só porque você não consegue ser pontual. 

Fique pronto o mais rápido possível se você é uma das pessoas prediletas de quem vai encontrar. Aprecie o fato de que os amigos querem compartilhar o tempo deles com você". "Eu tenho 27 anos, e não quero ir embora. Amo minha vida e sou feliz, e devo isso às pessoas que amo. Mas o controle está fora das minhas mãos". 

Por fim, Holly sintetiza: "Escute músicas. Realmente escute, pois músicas são terapêuticas. Converse com seus amigos e deixe o telefone de lado. Viaje se esse é seu desejo, não viaje se você não quiser. Trabalhe para viver, mas não viva para trabalhar. Sinceramente, faça o que te faça feliz. E coma bolo, sem culpa". BN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco