KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Reviravolta: De forma rápida, Camara derruba veto de prefeito e mantém décimo terceiro para Vereadores de Jacobina

Não durou nem quinze minutos o veto do Prefeito Luciano Pinheiro a Lei de Nº 1521, que concede 13º salário a vereadores, secretários, prefeito e vice do Município de Jacobina. Em apenas cinco minutos de reunião os vereadores decidiram pela derrubada do veto imposto pelo gestor a referida Lei. 

Segundo a comissão de finanças e contas, que rapidamente emitiu o parecer ao veto às 22 horas e 21 minutos desta quarta-feira, 20 de dezembro de 2017, as justificativas e argumentos utilizados pelo executivo para lastrear o veto à Lei, a saber de que a aplicabilidade da mesma implicaria no acréscimo das despesas com pessoal, bem como afrontaria o parecer do tribunal de contas do município que determina que os gestores devem atentar que o pagamento do terço de férias seja computadas como despesas de pessoal, se mostraram frágeis, uma vez, segundo a comissão, que é dever de todo gestor zelar pela boa administração e observar direitos que foram consagrados pela suprema corte e referendados pelo Tribunal de Contas do Estado da Bahia, no caso o direito dos vereadores ao décimo. 

Diante do exposto, após emitido o parecer, este foi colocado em votação dispensa com de interstício, sendo aprovado em primeira e segunda votação por 11 votos à favor e 3 contrários.

Votaram contra o veto os edis Pedro Clodoaldo, Juliano Cruz, Roni do Junco, Batista do Junco, Luzinete Lucena, Rone de Itaitu, Cecílio Mota Júnior, Clodoaldo, Jane Márcia e o próprio presidente da casa, Noelson Oliveira. Se declararam contra Tiago Dias, Martins dos Santos, e Paulo Adriano, que justificou ter mudado de posição após orientação do seu partido; Com isso, os vereadores serão beneficiados com o décimo e terço de férias já este ano, sendo este pago de forma proporcional, o que deve ficar em torno de R$ 2.000,00 para cada um dos edis.
Fonte: Bahia Acontece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco