JOGADOR ROBINHO É CONDENADO A 9 ANOS POR VIOLÊNCIA SEXUAL


A nona seção do Tribunal de Milão condenou nesta quinta-feira (23) o atacante Robinho, do Atlético-MG, a nove anos de prisão por “violência sexual em grupo” contra uma jovem albanesa.
O caso ocorreu em 22 de janeiro de 2013, quando o jogador defendia o Milan e a vítima tinha 22 anos. Segundo a investigação, o ato teve a participação de Robinho e de mais cinco pessoas.
Em 2014, Robinho chegou a divulgar um vídeo chamando a acusação de “triste e mentirosa” e ameaçou processar a imprensa por publicar informações “mentirosas”. Como a sentença foi dada em primeira instância, ainda cabe recurso. O atacante de 33 anos jogou no Milan entre 2010 e 2014.
Essa não é a primeira polêmica sobre violência sexual envolvendo Robinho. Em 2009, o jogador foi interrogado pela polícia britânica após uma jovem ter alegado que teria sido estuprada pelo jogador em uma boate em Leeds. Na época, Robinho atuava pelo Manchester City. Ele negou as acusações e posteriormente o processo foi arquivado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário