KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Adolescente de 16 anos é morta a tiros dentro de sala de aula em Goiás

Um rapaz armado invadiu uma escola estadual de Alexânia (GO) e matou uma adolescente de 16 anos que cursava o 9º ano do ensino fundamental. Segundo a secretaria estadual de Educação, Cultura e Esportes (Seduce), o crime ocorreu por volta das 8h desta segunda-feira (6).

A vítima, Raphaella Novisk, estava em sala de aula no Colégio Estadual 13 de Maio quando Misael Pereira, 19 anos, entrou no local usando uma máscara para esconder o rosto e com um revólver calibre .32. Após identificar a jovem, o rapaz atirou diversas vezes.

Único alvo dos tiros, Raphaella não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O atirador deixou a sala de aula correndo, mas foi detido em flagrante logo após o crime, do lado de fora da escola. Misael tentava fugir em um veículo dirigido por um amigo. O motorista disse aos policiais que não sabia o que jovem pretendia fazer.

Segundo a Seduce, Misael não é mais aluno do colégio. Ele não tem passagens pela polícia e, ao que tudo indica, decidiu atirar na adolescente porque ela não correspondia aos seus sentimentos.

Três psicólogas e uma assistente social da Coordenação Regional de Educação, Cultura e Esporte (Crece) foram deslocadas de Anápolis para Alexânia a fim de apoiar a equipe da escola, alunos e familiares.

A morte de Raphaella ocorre menos de um mês depois de um garoto de 14 anos, estudante de um colégio particular de Goiânia, levar para a escola a arma de sua mãe, uma sargento da Polícia Militar, e atirar contra os colegas de classe. Dois adolescentes morreram e cinco foram feridos pelos disparos. O jovem que atirou disse que sofria bullying.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco