KATIANE

ENTREVISTA COM JOHANE LEONE, ENDOCRINOLOGISTA
ENTREVISTA COM THAIANNE BARBOSA, NUTRICIONISTA
ENTREVISTA COM DRº CICERO PEREIRA, ESPECIALISTA EM DOR OROFACIAL
ENTREVISTA COM DRª JOHANE LEONE (ENDOCRINOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRªA LARISSA NANI (MASTOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº MAURÍCIO MARQUES (DERMATOLOGISTA)
ENTREVISTA COM DRº MATEUS RIBEIRO (PSICÓLOGO E COACH)
ENTREVISTA COM DRº CÍCERO (CLÍNICO GERAL)

Vereadora de Jacobina é ‘atacada’ em rede social por ser favorável ao Escola sem Partido

A vereadora Luzinete Lucena dos Santos (PSC) vem sofrendo ataques constantes nas redes sociais, muitos deles de maneira difamatória e com uso de imagens pornográficas, após se posicionar contrária à abordagem de questões politica-partidária em escolas públicas do município de Jacobina.

Luzinete emitiu parecer favorável ao projeto que estabelece a neutralidade nas ações dos professores em sala de aula, no que se referem aos partidos e lideranças políticas. Desde então, os ataques são constantes e até com uso de montagens com foto da vereadora. Além de Luzinete, outros edis favoráveis ao ‘Escola sem Partido’ estão sofrendo ataques em redes sociais, onde são taxados de ‘golpistas’ e outros termos pejorativos.

As imagens que contém ofensas contra a vereadora Luzinete, que também é professora no município, foram publicadas anonimamente e circulam amplamente em grupos do aplicativo WhatsApp. Uma foto da parlamentar foi usada em um mural com cenas de pornografias (veja abaixo). Luzinete ainda não se pronunciou se vai acionar a polícia para identificar de onde partiram as agressões.

O ‘ESCOLA SEM PARTIDO’
Em Jacobina, o projeto de lei, de autoria do vereador Pedro Nascimento (PMDB), que institui na rede municipal o ‘Escola sem Partido’, foi discutido durante sessão na Câmara de Vereadores na última quinta-feira (26). Uma das regras do PL é o uso de cartaz em todas as salas de aula das escolas municipais e nas salas dos professores, destacando a livre consciência e crença dos jovens, sem que haja a influência ideológica dos professores para a formação política destes alunos. Pela lei, os professores terão seis deveres a cumprir, um deles destaca que “o professor não se aproveitará da audiência cativa dos alunos para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias”.

CIDADÃO DEFENDE VEREADORA
Outros cidadãos que são favoráveis ao Escola sem Partido não deixaram por menos e, de pronto, se posicionaram em defesa da vereadora. As discussões são diversas e até acaloradas em torno da última sessão da Câmara de Vereadores de Jacobina. Em um dos comentários divulgados em favor de Luzinete, o luthier e servidor público Al Cícero, alertou para o “tipo de pessoa” que fez algo dessa natureza com “uma senhora”, “mãe de família e professora”.

“Vejam só o que a gente quer dizer desse pessoal radical. Olha o que fizeram com uma senhora, mãe de família, honesta, que não se vendeu à ninguém essa senhora [a vereadora Luzinete], professora e uma pessoa de bem. Olha o que estão fazendo aí. Essa minoria, que são meia dúzia viu, não são os professores, são radicais, olha o que eles são capazes de fazer: coação, perseguição. Eles estão mostrando à sociedade, como mostraram lá na Câmara, quem eles são, olha o que eles fizeram aí. Isso é pouco, vocês vão ver com quem estão lidando”, disse Cícero em defesa da vereadora.

Fonte: Jacobina Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Líder Notícias - O seu canal de informação! © 2013 - 2018 | Desenvolvido por Junior Pacheco