Vereadora de Jacobina é ‘atacada’ em rede social por ser favorável ao Escola sem Partido

A vereadora Luzinete Lucena dos Santos (PSC) vem sofrendo ataques constantes nas redes sociais, muitos deles de maneira difamatória e com uso de imagens pornográficas, após se posicionar contrária à abordagem de questões politica-partidária em escolas públicas do município de Jacobina.

Luzinete emitiu parecer favorável ao projeto que estabelece a neutralidade nas ações dos professores em sala de aula, no que se referem aos partidos e lideranças políticas. Desde então, os ataques são constantes e até com uso de montagens com foto da vereadora. Além de Luzinete, outros edis favoráveis ao ‘Escola sem Partido’ estão sofrendo ataques em redes sociais, onde são taxados de ‘golpistas’ e outros termos pejorativos.

As imagens que contém ofensas contra a vereadora Luzinete, que também é professora no município, foram publicadas anonimamente e circulam amplamente em grupos do aplicativo WhatsApp. Uma foto da parlamentar foi usada em um mural com cenas de pornografias (veja abaixo). Luzinete ainda não se pronunciou se vai acionar a polícia para identificar de onde partiram as agressões.

O ‘ESCOLA SEM PARTIDO’
Em Jacobina, o projeto de lei, de autoria do vereador Pedro Nascimento (PMDB), que institui na rede municipal o ‘Escola sem Partido’, foi discutido durante sessão na Câmara de Vereadores na última quinta-feira (26). Uma das regras do PL é o uso de cartaz em todas as salas de aula das escolas municipais e nas salas dos professores, destacando a livre consciência e crença dos jovens, sem que haja a influência ideológica dos professores para a formação política destes alunos. Pela lei, os professores terão seis deveres a cumprir, um deles destaca que “o professor não se aproveitará da audiência cativa dos alunos para promover os seus próprios interesses, opiniões, concepções ou preferências ideológicas, religiosas, morais, políticas e partidárias”.

CIDADÃO DEFENDE VEREADORA
Outros cidadãos que são favoráveis ao Escola sem Partido não deixaram por menos e, de pronto, se posicionaram em defesa da vereadora. As discussões são diversas e até acaloradas em torno da última sessão da Câmara de Vereadores de Jacobina. Em um dos comentários divulgados em favor de Luzinete, o luthier e servidor público Al Cícero, alertou para o “tipo de pessoa” que fez algo dessa natureza com “uma senhora”, “mãe de família e professora”.

“Vejam só o que a gente quer dizer desse pessoal radical. Olha o que fizeram com uma senhora, mãe de família, honesta, que não se vendeu à ninguém essa senhora [a vereadora Luzinete], professora e uma pessoa de bem. Olha o que estão fazendo aí. Essa minoria, que são meia dúzia viu, não são os professores, são radicais, olha o que eles são capazes de fazer: coação, perseguição. Eles estão mostrando à sociedade, como mostraram lá na Câmara, quem eles são, olha o que eles fizeram aí. Isso é pouco, vocês vão ver com quem estão lidando”, disse Cícero em defesa da vereadora.

Fonte: Jacobina Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário